7 de set de 2011

paulo freire




Os profetas não são homens 
ou mulheres desarrumados, 
desengoçados, barbudos, cabeludos e pegando cajados...


Os profetas são aqueles ou aquelas 
que se molham de tal forma nas águas
da sua cultura e da sua história,
da cultura e da história de seu povo,
dos dominados do seu povo,
que conhecem o seu aqui e o seu agora e,
por isso, podem prever o amanhã
que eles mais do que adivinham, realizam...


Eu diria aos educadores e educadoras,
ai daqueles e daquelas, 
que pararem com a sua capacidade de sonhar,
de inventar a sua coragem 
de denunciar e de anunciar.


Ai daqueles e daquelas que, 
em lugar de visitar de vez em quando o amanhã, 
o futuro,
pelo profundo engajamento com o hoje,
com o aqui e com o agora, 
se atrelem a um passado, 
de exploração e de rotina

~  Paulo Freire



Michèle Sato: canoeiro de Joselândia

2 comentários:

Regina disse...

maravilhoso nosso blog.
parabéns mimi...
um lindo espaço para democratizar as
"ciências reinventada pelas humanidades"
abs. Regina

mimi disse...

beijoca re
*